sexta-feira, 11 de março de 2011

Inteligência artificial, ou lógica do amor pleno.

Onde iremos com tanta informação neste mundo cheio de cores e vida, viveremos o artificial ou gozaremos a plena harmonia da vida.


Nós somos agora o intento de tudo quer e tudo busca realizar, são tantos corações ilustre e maravilhosos, que pude ver alguns com certeza nobre não só no fazer mas também no realizar de tudo que é e sempre será, não sei ao certo como posso deixar isto bem apresentado aqui, mas sei que muito mais vai acontecer pois a informação hoje é tiro certeiro e rápido, que faz milhares de participantes de um todo que sempre estará dando a volta por cima, de toda realidade que estiver passando, seja ela forte ou fraca, viva e real ou completamente virtual.
No mais temos apenas que tomar cuidado para não ficar tão quanto informal como uma máquina, e deixar que a razão tomada acabe sendo a definitiva, que nos evitará de sermos sensível e assim possa perder por completo o tudo de melhor que temos dentro de nos.
Pois o amor é algo intenso que nos faz assim pleno, as vezes não porém mesmo que insano seja, somos o que podemos ser enquanto existe a chama, desta esperança que sempre será a direção não entendida de tudo de melhor, que conseguimos atingir ou alcançar... pois sem esse toque nada do que é ou vai ser, não existirá sem essa com que nos faz loucos e compreensivos, por esta assim como algo que não tem solução, pois em si mesmo já é, a solução para toda existência amar e deixar ser amado, com intensidade e quase sem lógica.
Pois enquanto buscamos colocar números para pesar ou medir, essa ação que sempre vai ser a base vital da existência, estaremos como um barquinho, que a cada instante vai para mais longe do tudo que tem que ser, até ficar completamente perdido, no tudo que tem que se transformar.



Agora é cedo e amanhã.

Tenho visto que são inumeros erros cometido pela vida assim sem me importar vou caminhando para um lugar solitário e de plenas feridas, hoje como posso       ver mais longe está toda meu entendimento do tudo que tenho que                           compreender até atingir por completo o projeto que foi feito na minha medida, e para completar minhas vontades e objetivos, vou então buscando, não                somente entender mas não mais ferir ninguém, com minhas maneiras                    inflexíveis de pensar está certo do tudo que em muitos momentos não competi  deixar ser assim, em meus pensamentos, venho redimir em infinitos pedidos de perdão, que flui do meu mais profundo ser, não sou digno de ser lembrado            como bom, mas como alguém que lutou, sempre em prol de uma amor que pode parecer não existir, mas é verdadeiro e real, somente não compreendido, por      nós mesmo, por que todos nós temos culpa de tudo, que existi, porém não             queremos fazer nada, ou é tão pouco, que quando vemos mudar, nem                      percebemos, e por fim ficamos quase sempre neste xeque mate eterno dentro de nos mesmo, como se o infinito, fosse a janela para um paraíso, que se perdeu       entre nosso coração e ração, que sempre estará em linha de nossa pura                  imaginação.                                                                                                                                           




Quando eu realmente entender o sentido das linhas da minha vida, não sei superficial, mas pleno não no julgamento e sim na participação que tenho que ter em tudo que faço ou busco fazer, somente assim verei mais longe e entenderei com maior precisão que amar e fato vivo, que não sai premeditado, ou pelo fato de ter ou ser, amar é lógica que não exige matemática, e não faz projeto perfeito, vem como um vento, e não vira temporal e nem tempestade, pois somente consegue refrescar e ser suave com o tudo que podemos ser, amar e linha que até pode nos fazer perder, mas é por espaço de tempo compreensivo e necessário, para que o entendimento da vida, seja mais amplo e colorido, amar é.
Verdadeiramente o tudo que se pode falar, escrever, ver ou criar de tudo que já existe, nesse tudo que procuramos encontrar, tanto para o eu, como para o horizonte que tentamos criar.




"somente assim estarei perto do inevitável e longe do racional, mas por fim compreendendo que este amor, se constrói como uma casa um tijolo após outro, e para continua a existir,precisa  apenas zelo."

8 comentários:

  1. Hello! It's a very cool post! I just love your blog.

    Kisses and hugs:)

    If you follow me, I'll follow you back.

    xoxox

    ResponderExcluir
  2. Olá! Obrigada pelas belas palavras, fiquei muito feliz mesmo! E com certeza elas também descrevem você :)
    Grande beijo ****

    ResponderExcluir
  3. Gostei do blog,gostei tanto que resolvi ficar ja estou te seguindo e sempre estarei por aqui a te visitar e comentar.bjos de bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Gonçalves Nobbre.18 de março de 2011 15:11

    Verdade, em tudo que se faz quando feito com o coração sempre vai refletir a alma e aproximar lindas janelas, pois criar é algo singular, que vem com extrema paixão toma direção, e as vezes nos faz perder por completo, até os mais singulares sentidos, mesmo aqueles que são executado, sem qualquer esforço de pensamento...
    Mesmo assim somos então em parte o que temos que sem por completo, e completo quando tínhamos de ser parcial, em no todo buscando sempre achar o valioso quando o tudo, está perdido, e perder o trapo quando não encontramos mais nada.
    Ter recurso é ter fé, e ter fé é agir, sempre mesmo quando não parece existir possibilidade.

    ResponderExcluir
  5. Nossa não tinha blogger não!
    É primeiro contato que tenho desta espaço, gostei de olhar tantas coisas interessante existe neste espaço, são tantas pessoas envolvidas que torna muito instrutivo, pois vi em outros espaço o tanto é diferente do perfil do orkut, pois ali fala muito da revista eletrônica da fofoca gostosa do dia a dia, e aqui pode ver todo tipo de notícia e criações em todos níveis de importância.
    Vou criar um espaço deste.
    e voltarei, e vou te segui.
    bjs LILI. DREIA.

    ResponderExcluir
  6. Verdadeiramente, não temos nada pois o tudo que conseguimos sempre será de uma natureza viva e plena, que já existia, onde os reis sempre serão, e os miseráveis vão nascer com o tempo de tempo em tempo, mas dores são feitas para sentir, alguns sabem sarar, onde outros preferem curtir até o ultimo dia.
    Seremos amigos até o ultimo segundo de letra em letra a até o fim deste livro, que se chama vida.

    ResponderExcluir
  7. Eu acredito nas palavras mesmo que demore nascer todos os frutos, mas o que mais acredito ainda são nas atitudes de cada um.... quem planta vento colhe tempestade....

    Olha minha história esta nítida para todos ver em linhas de rabisco, nunca pensei fazer isso, mas não tenho muita escolha....
    Conheci alguém magrinha usava óculos e por fim ela me cativou, mas não conheci vindo dela o amor.
    isso por que sempre existiu no meio desta família que estava sendo formada muitas pessoas dando opiniões, hoje depois de ter passado várias etapas da vida vejo que não tenho mesmo controle para fazer ninguém feliz, e estou aceitando que essa jornada vais ser só...
    Por que este paraíso, só existe mesmo dentro de pessoas assim como eu extremamente carente, mas eternamente feliz sozinho....
    Sou romântico, mas o mundo por onde ando não tem procurado isso e sim, muita outras coisas.
    Gosto de amigos, mas na maioria acabo muito mais por ferir cada um com minhas palavras....
    Não desejo mau, mas acabo por fazer em palavras, por não está de acordo a maneira suja que muitos estão juntando riquezas.
    Mas como diria um grande amigo meu, não posso fugir disto o mundo é rico, e cheio de bestas e o melhor e viver e enganar, assim você sempre vai mais longe. nobre maganal.
    Uma pessoa não se mede pela grandes coisas boas que foram feita, mas sim quantos bobos ele consegue iludir e se dar bem....
    Pois o mundo existe a chance de crescer e a outra maneira de morrer, não fazendo parte do jogo.

    ResponderExcluir
  8. Um olhar certo de uma direção nem tanto certa, mas a vida na ótica de que sempre está observando de perto, o gosto do amargo e do doce, como somos a cada momento com tudo que podemos sonhar, agradado sim pelo colorido, pelas folhas secas que vão surgindo pelo caminhar do tempo, por tudo que podemos fazer alegre ou triste, estamos sim, fazendo para que fique como semente, para que um dia sim sirva por completo para essa natureza que temos de nos completar sempre com o outras puro de cada um, não vamos em momento nenhum achar todos, mas estaremos sempre pronto para ter saudades da gigante montanha que nos faz ser o que somos, e do tudo, que colaborou para acontecer o que tudo foi possível acontecer.
    meu agradecimento.

    ResponderExcluir